Voltei

Oi gentes.

Estive longe por um tempo, eu sei.

To voltando a escrever, se tiverem saco ainda pra ler.

Algumas coisas que ando fazendo, pensamentos aleatórios. O de sempre.

===Postarei também alguns textos que ficaram na gaveta aqui, por algum motivo===

Abraços

Como estão as coisas sem você

Você que sempre foi ouvinte atenta, avaliadora perspicaz e companheira sensível. Já disse isso e dói que continue sendo verdade, mas você foi a melhor amiga que eu já tive na vida.

Venho por meio dessa contar como é viver sem você. Tornar-te interlocutora de uma conversa que não existiria, caso você fosse minha interlocutora real.

A imaginação, afinal, nos permite essas pequenas extravagâncias.

Continue reading

A batida final, do último prego

[Esse texto vai ser estranho e bem fraco, sem edição, pois postarei no mesmo dia que escrever. Desculpem-me os que prezam pela coesão de idéias.]

Bora pro “meu-querido-diário”:

Não posso dizer que hoje acordei pensando que levaria uma (metafórica) tijolada na cara depois do almoço.

Nem posso dizer que planejava sair anoite para me arrastar no asfalto, tentando arrumar o carro de um amigo.

Mas foi o que aconteceu.

Continue reading